Poetas – Compositores – Músicos – Fadistas

“E é isto que é preciso meus senhores, p’ró fadinho ser cantado com todos os matadores”

Agradeço a colaboração

de

Fernando Batista - Porto * Manuel Carvalho - Porto * Maria de Lurdes Brás * Ilídio Dias * Vilma Joaquim Perez - Santos - Brasil


Seguidores

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Cristina Nóbrega

Cristina Nóbrega nasceu em Lisboa em 1967.
É aos 20 anos que assiste a um concerto de Fado que a deixa maravilhada.
Fica fascinada com a discografia de Amália e desperta-se para o gosto de interpretar esta linguagem.
A música sempre esteve presente na sua vida.
Contudo, só em 2003 a música resurge como convidada para vocalista numa banda de amigos, e mais recentemente com uma incursão no Jazz.
No início de 2008 decide de forma convicta retomar a sua antiga paixão pelo Fado e por cantar em português.
No ano passado canta em algumas casas de Fado de Alfama e de imediato se percebe a sua capacidade de despertar sentimentos e emoções face às reacções dos presentes.
São as pessoas que vai encontrando que a incentivam a trilhar este caminho e a concretizar o seu sonho de sempre, cantar.
Canta Fado porque gosta da força e da emoção das palavras; a tristeza, a saudade, a nostalgia, a solidão e o amor.
O nome do seu primeiro trabalho 'Palavras do Meu Fado' inclui clássicos do Fado pela mão dos poetas, com temas de Vasco de Lima Couto, Pedro Homem de Mello, David Mourão-Ferreira, Ary dos Santos, Luís Vaz de Camões, Linhares Barbosa, Luís de Macedo, entre outros.
Estreou-se em Madrid em 14 de Setembro de 2008.