Poetas – Compositores – Músicos – Fadistas

“E é isto que é preciso meus senhores, p’ró fadinho ser cantado com todos os matadores”

Agradeço a colaboração

de

Fernando Batista - Porto * Manuel Carvalho - Porto * Maria de Lurdes Brás * Ilídio Dias * Vilma Joaquim Perez - Santos - Brasil


Seguidores

segunda-feira, 9 de junho de 2008

Tony Câmara - Canadá

Tony Câmara nasceu em Toronto, Canadá, e é filho de Lurdes Faria e António Tabico.
Os seus pais estão desde há muito tempo ligados ao meio artístico, nomeadamente à canção e à revista.
Seu pai foi um dos grandes artistas populares açorianos do século XX.
Tony entrou no mundo na música muito cedo na vida.
Na infância acompanhou os pais quando viajavam por varias cidades em Portugal e na América do Norte, dando espectáculos em muitas comunidades imigrantes.
Uma semana depois de nascer, os seus pais voltaram a fazer tournée e usavam a caixa de uma guitarra para berço de Tony…
Alguns anos mais tarde, Tony demonstrou habilidade para cantar e representar em público. Subiu ao palco pela primeira vez com cinco anos de idade e actuou num espectáculo de lotação esgotada, perante uma audiência de 2.000 espectadores, no auditório da Durfee High-School em Fall River, Massachusetts.
A crítica foi tão lisonjeadora que Tony foi de imediato convidado a fazer publicidade para o famoso Chaves Market.
A educação de Tony foi profundamente influenciada pelo seu amor à música e à cultura portuguesa.
Tony já teve o privilégio de partilhar o palco com muitos e grandes artistas portugueses tais como, Carlos do Carmo, Paulo de Carvalho, Alcindo Carvalho, Fernando Machado Soares, Padre Borga, Carlos Alberto Moniz, Carmin Silva, Lindo Mar Castilo, Fontes Rocha, Celeste Rodrigues e Camané.
Alguns dos momentos estelares da sua carreira foram os seguintes:
Vencedor do Festival da Canção CIRV 2006
Concerto no Coliseu Micalense em S. Miguel, Açores, nas Festas dos Santos Populares.
Actuação para o presidente de Portugal, Jorge Sampaio, em Portugal, e para o secretário português dos negócios estrangeiros, José Lello, na Bermuda
Tournée pela costa da Califórnia, EUA, com a Caravana Açores
Tournée na América do Norte como parte do elenco da revista “Açorianíssima”
Convite para abrir uma noite de fado com Camané, o “príncipe do fado”.
Tony é um canadiano orgulhoso das suas raízes portuguesas.
Este facto manifesta-se em todos os seus álbuns e espectáculos.
Foi graças a elas que Tony lançou o seu primeiro CD em 1999, com o título de “Coimbra”, dedicado exclusivamente aos fados da cidade histórica do mesmo nome.
Em 2003, Tony compôs e escreveu as letras, em português, para o seu segundo álbum, “Dei volta” (2003). Em 2005, Tony lançou “Eu e o Fado”, um CD em que ele interpreta muitos dos fados que escutava na infância.
A música de Tony Câmara é ouvida frequentemente na rádio e televisão de America do Norte, Portugal, Suiça e outros países ao redor do mundo onde a lingua portuguesa é falada.
Tony sente-se igualmente à vontade na canção e no fado, tendo conseguido mesmo desenvolver grande perícia na interpretação dos dois estilos distintos de fado – o de Coimbra, criado e interpretado por estudantes universitários do sexo masculino e o de Lisboa, interpretado tradicionalmente por fadistas de ambos os sexos, dos bairros populares da capital. Este facto, aliado à sua origem canadiana, torna-o único no Canadá e raro no contexto global da música portuguesa.
Além de cantor admirado pelo “veludo da voz e a seda das rimas”, nas palavras de um jornalista, pelo seu estilo único e grande presença no palco, Tony é também respeitado pelo seu trabalho comunitário em prol da cultura tradicional portuguesa.