Poetas – Compositores – Músicos – Fadistas

“E é isto que é preciso meus senhores, p’ró fadinho ser cantado com todos os matadores”

Agradeço a colaboração

de

Fernando Batista - Porto * Manuel Carvalho - Porto * Maria de Lurdes Brás * Ilídio Dias * Vilma Joaquim Perez - Santos - Brasil


Seguidores

domingo, 8 de junho de 2008

Nuno Cristo - Portugal - Canadá

Nasci em Lisboa, Portugal a 3 de Janeiro de 1960.•
No que se refere à tradição musical portuguesa, comecei por me interessar em instrumentos como a gaita-de-fole, o cavaquinho e o adufe.
Anos 80, iniciei-me com a Família Grácio na construção de instrumentos de corda, frequentando a sua oficina em Lisboa.
Em colaboração com o Museu Nacional de Etnologia, realizei trabalho de campo em aldeias de Trás-os-Montes onde tive a oportunidade de testemunhar manifestações de cultura tradicional em vias de extinção.
Como gaiteiro com o Teatro O Bando, fiz uma digressão pelo Canadá actuando em festivais internacionais de teatro para a juventude, de Vancouver à Cidade de Quebeque.
Em 1985 mudei-me para Toronto, Canadá.
Completei dois cursos de construção de cordofones no Ontario College of Art sob a supervisão do professor Philip Davis.
Participei na exposição Handmade for Music, organizada pelo luthier Grit Laskin no Ontario Science Centre.
Em 1989 ensinei um curso de música tradicional portuguesa na Faculdade de Música da Universidade de Toronto.
Anos 90, regressei a Portugal para um período de dois anos.
Fundei o Grupo de Gaiteiros de Lisboa e trabalhei num projecto de construção com base na viola campaniça.
De novo no Canadá, outra vez em Toronto, concentrei-me na divulgação da música tradicional portuguesa, liderando o grupo Alvorada (ponto alto: gravação de concerto ao vivo pela CBC radio).
Organizei oficinas de construção de vários tipos de instrumentos musicais e objectos de efeitos sonoros no Canadá, Nicarágua e Cuba.
Durante dez anos, com o apoio do Ontario Arts Council, ensinei Building Sounds em escolas de Toronto e North York.
O novo milénio... Tornei-me executante de guitarra portuguesa passando a participar e organizar recitais de Fado em Toronto (ponto alto: gravação com Nelly Furtado).
O meu fascínio pelos lamelofones levou-me a aprender a tocar mbira dza vadzimu.
Organizei sessões de entusiastas de mbira para formar o grupo Rovambira.