Poetas – Compositores – Músicos – Fadistas

“E é isto que é preciso meus senhores, p’ró fadinho ser cantado com todos os matadores”

Agradeço a colaboração

de

Fernando Batista - Porto * Manuel Carvalho - Porto * Maria de Lurdes Brás * Ilídio Dias * Vilma Joaquim Perez - Santos - Brasil


Seguidores

sábado, 5 de abril de 2008

Julieta Estrela

Julieta da Ascensão Estrela de Castro, nasceu em Lisboa em 1938, e viveu a sua infância no Bairro de Santa Catarina.
Desde muito pequena mostrou gosto pelo canto e em especial pelo Fado.
Em 1955, com 16 anos venceu o concurso Rainha das Cantadeiras, exequo com Florinda Maria, patrocinado pelo jornal "A Voz de Portugal".
Em 1957 estreou-se profissionalmente num dos mais conceituados espaços fadistas de Lisboa, o Restaurante Típico o Luso, no Bairro Alto.
Início de um percurso que a levou a actuar em várias outras casas de fado, tanto em Lisboa como no Porto. A Emissora Nacional convidou-a a integrar os seus quadros artísticos, (1959 a 1968), tendo ainda participado em outros programas radiofónicos.
Em 1958, gravou os primeiros discos que alcançaram êxitos, tanto em Portugal, como no estrangeiro, com temas como "Rainha do meu lar", "Ser fadista" ou "Sei lá, sei lá", etc.
Em 1960 é cabeça de cartaz nos Casinos da Póvoa do Varzim e de Espinho.
Em 1967 é contratada para a inauguração do “Restaurante Típico “A Guitarra da Madragoa”
Em 1968 é convidada a actuar na Africa do Sul, para a comunidade de portugueses onde merece o agrado de todos.
Nos anos setenta dedica-se mais à família e faz o interregno nas actuações, mas começa a interessar-se pelo estudo do Fado nas suas vertentes histórica e literária.
Em 1994, conjuntamente com seu marido o investigador Dr. Luís de Castro, são os impulsionadores da criação da Associação Portuguesa dos Amigos do Fado, de que é actualmente presidente.
Em 1998, a quando da fundação do Museu do Fado, em Lisboa, é convidada para consultora, faz também parte dos consultores para a candidatura do Fado a Património Cultural Intangível da UNESCO.
Ainda no Museu do Fado dirige o gabinete de ensaios de fado, onde procura transmitir aos mais novos a sua experiência e conhecimentos.
É proprietária do “Restaurante Típico FADO MAIOR” no bairro histórico de Alfama, onde actua com outros fadistas seus convidados.

“Biografia copiada de “Lisboa no Guiness”
http://lisboanoguiness.blogs.sapo.pt/