Poetas – Compositores – Músicos – Fadistas

“E é isto que é preciso meus senhores, p’ró fadinho ser cantado com todos os matadores”

Agradeço a colaboração

de

Fernando Batista - Porto * Manuel Carvalho - Porto * Maria de Lurdes Brás * Ilídio Dias * Vilma Joaquim Perez - Santos - Brasil


Seguidores

quinta-feira, 10 de abril de 2008

Chico Madureira

Chico Madureira iniciou a sua carreira no início dos anos setenta. Frequenta as casas de Fado, canta de forma espontânea nas rodas de amigos e aí começa a revelar os seus dotes de fadista.
O carinho e aceitação do público levou-o a abraçar a carreira de fadista e passou a fazer parte do elenco das mais importantes e prestigiadas casas de Fado de então.
Integrou o projecto “Opus Fado” sob a direcção musical do Professor Martinho da Assunção, realizando então diversas digressões pelo país e estrangeiro.
Chico Madureira é considerado no meio fadista como um dos mais importantes intérpretes da sua geração e ao mesmo tempo um mestre e uma grande referência para os mais novos.
Após prolongada pausa, Chico Madureira retoma a carreira devido aos pedidos e incentivos dos amigos, dos colegas e dos mais aficionados desta forma de expressão que o fadista representa como ninguém.
Esta “pressão” a que o artista foi sujeito, contribuiu também para o lançamento, em Maio de 2006, do CD Regresso.
Regresso não é um disco para guardar como uma revelação mas sim como uma referência de uma das mais importantes testemunhas da História da Canção de Lisboa.