Poetas – Compositores – Músicos – Fadistas

“E é isto que é preciso meus senhores, p’ró fadinho ser cantado com todos os matadores”

Agradeço a colaboração

de

Fernando Batista - Porto * Manuel Carvalho - Porto * Maria de Lurdes Brás * Ilídio Dias * Vilma Joaquim Perez - Santos - Brasil


Seguidores

sexta-feira, 7 de março de 2008

João Machado - Viola - Letrista - Compositor

Nasceu em Borba / Alentejo a 23 de Junho de 1942
A sua carreira como violista amador inicia-se em 1968, em Lisboa, começando por frequentar retiros e tertúlias fadistas. Algum tempo mais tarde, mas ainda com pouca experiência, teve a oportunidade de conhecer um viola profissional e grande amigo, Augusto Carvalhais, violista privativo da Casa de Fados “A Cesária” , que lhe transmitiu os ensinamentos básicos.
A partir daí começou a tocar em diversos locais, nomeadamente colectividades recreativas, restaurantes, festas particulares, etc. onde a sua experiência como violista se foi desenvolvendo e aprimorando, vindo logo a tocar no salão nobre do “Casino Estoril”.
Nos anos 70, conhece o guitarrista José Pracana, com quem virá a fazer parceria, que ainda hoje se mantém.
Com ele actuou em diversos países, designadamente, Brasil, Argentina, Venezuela, Canadá, Macau, Espanha, Tailândia, etc., tendo, também com ele, participado em diversas gravações discográficas.
Acompanhou, diversas vezes, os guitarristas: José Fontes Rocha, Raul Nery, Jaime Santos, António Sabrosa, Carlos Gonçalves, Luis Ribeiro, José Luís Nobre Costa, Mário Pacheco, António Chainho, António Parreira, Arménio de Melo, etc…
Ao longo da sua carreira participou, como violista, na gravação de diversos álbuns discográficos, onde se destacam:
- ROSA BRANCA – ANTÓNIO PINTO BASTO (1988) (Reeditado em 1998);

- SEGREDOS – ALEXANDRE CALIXTO (1989);

- JOÃO FERREIRA ROSA, ONTEM E HOJE (1996);

- FADO II – MANUEL CARDOSO DE MENEZES (1998);

- FADOS DO FADO – Edição do Sindicato dos Bancários do Sul e Ilhas (2000);

- FADO III – MANUEL CARDOSO DE MENEZES (2000);

- SONS DO TOTTA – Edição do Grupo Desportivo do BTA (2001);

- LISBOA EM VÁRIOS TONS – Diversos fadistas (poemas de Carlos Baleia) (2003);

- SAUDADES DO FADO – Tertúlia de Fado Tradicional (2003);

- EMOÇÕES 1 – LUÍS PENEDO (Guitarradas)(2003).

Como autor e compositor tem registadas na Sociedade Portuguesa de Autores cerca de 70 obras, algumas das quais já editadas.