Poetas – Compositores – Músicos – Fadistas

“E é isto que é preciso meus senhores, p’ró fadinho ser cantado com todos os matadores”

Agradeço a colaboração

de

Fernando Batista - Porto * Manuel Carvalho - Porto * Maria de Lurdes Brás * Ilídio Dias * Vilma Joaquim Perez - Santos - Brasil


Seguidores

quinta-feira, 6 de março de 2008

Filipe Duarte

Filipe Carvalho Duarte, nasceu em Lisboa na freguesia da Ajuda, onde sempre morou.
Era vizinho do poeta João Linhares Barbosa, que se apercebe dos seus dotes e o apoia, escrevendo algumas letras para o seu repertório.
Em 1958 estreia-se como profissional no “O Faia”, mais tarde “Parreirinha de Alfama” , "Timpanas" etç...
Aliás Filipe Duarte esteve praticamente em todas as Casas de Fado de Lisboa.
Também no Porto, esteve a cantar no “ Mal Cozinhado”, onde se manteve dois anos.
Cantou nos Estados Unidos, Brasil, Japão, Roménia, etc., na Europa fez digressões por todas as comunidades portuguesas.
Foi sócio com Tony de Matos e Carlos Zel no “Fado Menor”.
Em 1989 abriu no seu Bairro da Ajuda o “Solar do Fado”, que manteve aberto durante 12 anos.
Gravou vários discos e fez vários programas de televisão.
Ainda hoje canta e bem, em espectáculos, quando é solicitado.