Poetas – Compositores – Músicos – Fadistas

“E é isto que é preciso meus senhores, p’ró fadinho ser cantado com todos os matadores”

Agradeço a colaboração

de

Fernando Batista - Porto * Manuel Carvalho - Porto * Maria de Lurdes Brás * Ilídio Dias * Vilma Joaquim Perez - Santos - Brasil


Seguidores

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

Gilberto Grácio - Construtor de Guitarras

Gilberto Marques Grácio, paixão de três gerações pela construção da Guitarra Portuguesa é o último da família Grácio a dar continuidade à arte de criar estes instrumentos de beleza inigualável.Ultimamente, empenhado em não deixar morrer esta tradição tem-se dedicado de corpo e alma à formação dos seus alunos.Gilberto Grácio nasceu em Lisboa, no ano de 1936 contudo, por razões familiares veio ainda pequeno morar para a freguesia de Agualva. Aqui foi aprendendo rapidamente todos os passos do seu pai na criação da Guitarra Portuguesa e de outros instrumentos de corda.
Já nasceu com este dom, em pequeno ele próprio construía com a ferramenta do seu pai os brinquedos de natal. A sua oficina está nas escadinhas da Ponte Nova, nº6, onde tem vindo a construir uma vida de um verdadeiro artista, criador de instrumentos musicais de perfeição e beleza incomparáveis.
Cada peça construída e personalizada é cuidada e tocada com toda a sua ternura deixando no ar o som melodioso de uma nota musical que nos transporta para o mundo misterioso e melancólico do fado.
Ultimamente, mais do que construir este precioso instrumento tem-se dedicado a transmitir a sua arte, através da formação de vários alunos, na esperança de criar um “herdeiro” de modo a não deixar morrer a tradição.

O seu esforço e dedicação já deu frutos, formou dois alunos, os quais constituíram uma empresa de instrumentos musicais onde se reflecte a arte e perfeição deste grande Mestre, responsável pelas transformações da guitarra de Lisboa e pelo nascimento da guitarra Portuguesa de Coimbra.